Resenha: A PRINCESA DE CLÈVES.

Hello, queridos! Como estão hein? Hoje vamos falar de um livro que amei demais e que não tinha criado nenhuma expectativa! É “A Princesa de Clèves” da autora Madame de Lafayette. Essa minha edição é da minha coleção “Clássicos Para Leitores de Hoje” da editora portuguesa Relógio D’Água. Então, vamos sem mais delongas!

A Princesa de Clèves (1)

» Ficha Técnica:

Autora: Madame de Lafayette

Editora: Relógio D’Água (Portugal)

Edição: novembro de 2017

Número de páginas: 160

Gênero: Romance, Literatura clássica

Avaliação: ★★★★★ 5.0/5.0

A Princesa de Clèves (2)

» Sinopse:

“Precursor do romance de análise psicológica, este texto improvável, fruto da imaginação de uma mulher do século XVII, traz a novidade de transformar a análise e a introspeção em mecanismos de progressão da narrativa, marca que a modernidade em muito lhe fica a dever.”

A Princesa de Clèves (3).jpeg

» Opinião:

  Ah, o que falar desse livro? Não possuía nenhuma expectativas sobre ele, e para ser mais exata, nem sabia do que se tratava (comprei-o porque ele faz parte da coleção que faço) e quando comecei a ler não esperava de jeito nenhum ser arrebatada por esse romance clássico. Apesar de ser um livro pequeno, não se enganem com a profundidade e enredo da história! Vai mundo além da aparência clássica e enigmática.

  Este livro é fruto da imaginação de uma mulher do século XVII, que estava além do seu tempo e sociedade, importando-se apenas com sua opinião e escrita. O enredo é extremamente bem desenvolvido, com encaixes perfeitos juntamente com uma coerência e coesão incrível. Mas como um romance do século XVII consegue ser tão marcante, além de ser escrita por uma mulher francesa, trazendo o primeiro romance histórico da França e um dos primeiros romances da literatura?

  A história de “A Princesa de Clèves” nos conta uma sociedade vivida por uma ilusão, status social e arrogância moral. Nossa heroína entra em uma complexa teia de acontecimentos sem saber qual caminho no final terá, além de nos surpreender com suas escolhas. Um romance que aborda casamento arranjados, amores proibidos e a incumbência de colocar em prática o certo e errado – mesmo que a decisão seja contra seu coração e vontade. Sobretudo, vemos também um amor avassalador e ardente entre duas pessoas que jamais poderiam ficar juntos (ou era o que uma delas pensava), fazendo, nós leitores, torcer ardentemente por um final digno e feliz.

  Sobre felicidade é algo incerto para o fim do livro. Há pessoas que o acharão perfeito e bem finalizado. Outras, que poderia ter sido diferente e sensível. Mas em todos os momentos, consigo entender e ver o motivo da nossa protagonista escolher tal caminho. As últimas páginas foram tão duras e intensas que chorei por querer resolver a situação de outra forma. Mas após horas analisando o desfecho, vejo que não poderia ser outro. O meu coração ficou ali na última cena, sem saber se continuava a bater ou não…

 

:: Vocês já leram este livro? Ou conhecem? O que acharam?

 

 Espero que tenham gostado do post de hoje, amores. Até breve!

DANI RAMOS

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s