Resenha: SOMETHING IN THE RAIN (PRETTY NONNA).

Advinha quem finalmente está de volta? Acertou quem disse Polly eheheheh! #Parei Desculpem pela ausência seguimores, mas eu tive um problema sério na mão e estava proibida de fazer qualquer esforço com ela, ou seja, digitar só em sonhos… pera acho que até lá o médico proibiu. Enfim, depois de algumas sessões de fisioterapia, ajuda da indústria farmacêutica e bastante força de vontade estou de volta e prontinha para comentar sobre várias histórias incríveis com vocês. Por sinal eu estava com muitaaa saudade de vocês. ❤

Voltando ao que interessa hoje quero comentar sobre um drama polêmico e bastante difusor de opiniões chamado Something In The Rain ou Pretty noona Who Buys Me Food. Até o momento ainda não consegui ter uma opinião formulada sobre o drama. Portanto, vou comentar os pontos fortes e fracos da história e deixar que vocês decidam se vale a pena ou não assistir. #Fighting

» Ficha Técnica:

Título: Pretty Noona Who Buys Me Food | Something in the Rain
Episódios: 16 (70 min)
Ano: 2018
Gênero: Drama, Romance
Emissora: JTBC
País: Coreia do Sul
Avaliação: ★★★★ 4/5

» Sinopse:

Yoon Jin-A ( Son Ye-Jin ) é uma mulher solteira em seus 30 anos. Ela trabalha como supervisora ​​em uma empresa de café. Yoon Jin-A é uma pessoa descontraída, mas ela se sente vazia por dentro. Seo Joon-Hee ( Jung Hae-In ) é o irmão mais novo da sua melhor amiga Seo Kyung-Sun. Ele volta para a Coreia do Sul depois de terminar o trabalho no exterior. Yoon Jin-A, embora ele fosse apenas um garoto infantil, mas ele parece diferente para ela agora.

» Elenco:

Foto retirada do Kingdom Fansubs

» Opinião:

Como um dos dramas mais aguardados do ano Pretty Noona Who Buys Me Food ou Something in The Rain foi cativando os corações das dorameiras com seus teasers e interações entre os protagonistas que demonstravam muita, muita química.
Como a sinopse anuncia o drama conta a história de um casal com diferença de idade que precisa enfrentar preconceitos para conseguir ficarem juntos e terem o seu tão sonhado “final feliz”. A premissa do drama é bem comum e eu já esperava os clichês que existem no longo dos episódios, mas acabei me surpreendendo com a profundidade e simbolismos existentes a longo da trama.

O ponto que me conquistou no drama e que me fez refletir bastante foi a forma como o roteirista conseguiu criticar a forma como a mulher é vista e tratada na sociedade. Onde muitas vezes, apesar de ter uma alta capacitação, é colocada em cargos mais inferiores e subjugada pelo fato de ser mulher (um completo absurdo vale salientar).

Primeiro vou explicar um pouco da crítica aos costumes coreanos. As mulheres muitas vezes são vistas como alguém que deve casar, ter filhos, cuidar da casa e do marido. Mas sabemos que a vida não se resume apenas a isso e que a mulher deve sim ter o poder de escolha. Portanto, um dos principais pontos que gosto do drama é como a protagonista vai entendendo que ela tem sim voz, poder e força para lutar e mesmo que faça escolhas a princípio “erradas” ela é quem deve ter o poder do que decidir o que é melhor para a sua vida.

A protagonista trabalha em uma grande corporação, mas ao longo dos anos é vítima de várias cenas de assédio sexual pelos seus superiores e para não perder o emprego, além do receio de consequência mais complicadas acaba se omitindo. Como se isso já não bastasse a Jin Ah também sofre nas mãos de uma mãe bastante autoritária que faz tudo para que sua família consiga status e mantenham as aparências, ou seja, além de ser vítima de assédio sexual no trabalho ela constantemente sofre com abusos emocionais de uma mãe sem noção.

O drama também abre os nosso olhos para como nós mulheres acabamos, muitas vezes sem querer, esquecendo de apoiar umas as outras, onde muitas vezes em vez de estar ao lado da vítima preferimos culpá-la pelo ocorrido e disseminamos discurso de ódio como, por exemplo: a ela procurou por isso, ela permitiu, se não está me afetando eu não me importo ou não vou ajudar porque o meu tá na reta e etc. Coisas desse tipo só atrapalham ainda mais.

O grande problema do drama e o motivo de não ter favoritado é que o ritmo dos episódios é ruim. O drama do meio para o final acaba ficando beeeem lento e massivo. Em vários momentos a gente fica com ódio da Jin Ah por suas escolhas e até não consegue entende-las bem. Sem falar da mania em sempre querer agradar a todos. Esse vício dela em agradar todo mundo é o que mais me irritou durante os episódios.

Imagem relacionada

Yoon Jin Ah (Son Ye Jin) é uma mulher alegre, inteligente e esforçada, mas bastante insegura e que sempre escutou da mãe que ela precisava casar bem para viver bem. Sua dedicação ao trabalho e empatia pela pessoas é apaixonante, mas mesmo com boas intenções suas atitudes e modo de ser é visto de forma negativa pelos seus colegas de trabalho o que sempre acaba gerando um certo desconforto. Após um termino conturbado e os constantes atritos com sua mãe Jin Ah sente que algo na sua vida não está certo e tudo parece começar a se encaixar quando Seo Joon Hee (irmão mais novo da sua melhor amiga) começa a agitar suas emoções e despertar lados esquecidos da protagonista.

A Jin Ah no começo do drama é a típica protagonista bem passiva. Ela faz aquele estilo de filha que aceita tudo dos pais e faz de tudo para não entrar em impasse ou criar confusão. Isso inclui namorar um cara ridículo e totalmente psicopata, que não a valoriza em nada, mas que devido a fama/prestigio que tem acaba sendo aceito pela mãe dela.

Só que a casa começa a cair quando protagonista acaba o relacionamento. No caso ele acaba com ela e ao longo dos episódios descobrimos que ele a “traiu”. Ai começa aquele dilema de “mas ele é homem”, “mas ele tem uma posição na sociedade”, “mas ele vem de uma boa família”, “mas ele tem um bom emprego”.

Até o momento não se gosto ou não da personagem. Eu entendo as suas atitudes, entendo o contexto, mas certa peculiaridades na sua personalidade me irritam e isso acabou afetando a empatia. #Sorry Quanto a atuação da Son Ye Jin eu sinceramente gostei. Acho que ela conseguiu passar com maestria a profundidade da personagem. Mostrando que nem tudo é preto e branco e que o cinza algumas vezes é bem vindo.

Seo Joon Hee (Jung Hae In) é um jovem designer de jogos super talentoso. Ele é super fofo, maduro, inteligente, teimoso e bonito. Após concluir seus estudos nos Estados Unidos Joon Hee volta para Coreia e revê a melhor amiga da sua irmã, que mesmo sendo mais velha que ele, não impede o coração do nosso amado protagonista de bater mais acelerado.

Joon Hee (entenda meu marido e nem invente em roubar dona Lu) é um personagem que dificilmente você conseguirá não se apaixonar por ele em questões de segundos. O sorriso aberto, o jeito meio moleque de ser, o modo fofo de se expressar, a teimosia, o modo como ele protege as pessoas que ama e que sabe falar sério nas horas certas acabam nos cativando e, sinceramente, ele acabou com todas as minhas esperanças de casar. kkkk! Isso porque o personagem é super fofo. Um homem cavalheiro, respeitável e que faz de tudo para estar com que ama, ou seja, meu oppa dos sonhos. Um verdadeiro lord. ❤

Quanto ao ator Jung Hae In nesse drama ele só fez confirmar ainda mais meu amor por ele nascido em While You Were Sleeping. O ator está fabuloso e meu coração se apaixonava cada vez mais por toda vez que ele sorria. Sem falar na baba que escorria um pouco.

Resultado de imagem para something in the rain elenco

Seo Kyung Sun (Jang So Yeon) é uma mulher que devido a morte da sua mãe teve que amadurecer muito cedo e isso acabou gerando algumas cicatrizes na sua vida. Ela é a melhor amiga da Jin Ah e sempre fez de tudo para criar e apoiar Joon Hee.

Kyung Sun é uma personagem forte e decida, que apesar de eu não ter concordado com algumas de suas atitudes eu puder me colocar no lugar dela e entendê-la. Psicologicamente falando talvez seja uma das pessoas mais coerentes da trama e um dos elementos que amarrou a história na realidade. Afinal, mesmo com as melhores da boas vontades é sempre complicado quando duas pessoas que amamos acabam se relacionando e temos que tentar ser o ponto “neutro” da história.

Quanto a atriz eu simplesmente me apaixonei pela interpretação dela nesse drama. Amava os momentos em que ela deu voz as cicatrizes, inseguranças da personagem e logo em seguida mostrou força para ajudar quem amava. Mostrando que a ligação entre irmãos é uma coisa apaixonante, mas ao mesmo tempo assustadora. Acredito que o fato de eu ter uma irmã me proporcionou entender um pouco mais sua personagem e a beleza da sua atuação.

Resultado de imagem para Wi Ha Joon

Yoon Seung Ho (Wi Ha Joon) é o irmão mais novo da Jin Ah. Ele é um estudante universitário, que apesar do jeito meio “indiferente” possui uma boa relação com a irmã, além de ser o melhor amigo do Joon Hee. Conhecido popularmente como filhinho da mamãe ele é um personagem que cresce muito ao longo da história e mostra que não importa se você é criticado ou amado demais os extremos de uma relação sempre trarão danos a psique do indivíduo. Fiquei bastante curiosa com a atuação do Wi Ha Joon e espero vê-lo em dramas futuros como protagonista. Acredito que ele tem um potencial enorme.

Resultado de imagem para Wi Ha Joon

Quanto ao romance eu devo avisá-los que esse shippe é para vida meus amores. A química entre os protagonistas é algo surreal, juro. É quase impossível não surtar com eles ou shippar loucamente. Resumindo é aquele casal de dramas com bastante cenas fofas, sorrisos bobos, beijos bonitos e overdoses de fofura. Ai ai sinto meu índice glicêmico aumentar só de lembrar. ❤

Obviamente, por causa da diferença de idade o romance entre eles é bastante doloroso, pois é cheio de obstáculos. Entretanto, na minha humilde opinião, o maior obstáculo deles acabou se tornando a própria Jin Ah! A falta de confiança, autoestima, amor próprio da personagem acabou atrapalhando e muito o romance entre eles e isso é um fato que o roteirista conseguiu trabalhar bem.

Porque como tudo era complexo e complicado a personagem acabou conseguindo sair da zona de conforto e aprendeu a se entender e respeitar. É muito bonito como o amor do Joon Hee acaba somando na vida dela, trazendo força, vida e voz. O modo como aos poucos ela entende que aceitar qualquer coisa não é bom e que ela precisa sim aprender a ter voz, força e amor não só pelos outros, mas e principalmente por si mesma. Isto é o que faz o romance do drama ser tão bom e bonito de acompanhar. Aqueci muito meu coração com as cenas.. coisa mais fofa da vida.

Outro ponto bacana também é a inversão de papeis. Tipo normalmente vemos os “mocinhos” fazendo burrada em cima de burrada e tudo bem, porque no fundo ele a ama (Playful kiss estou falando sobre você). Mas as coisas não são bem assim. Vi duras críticas a protagonista, mas, na verdade, o roteirista apenas inverteu as posições. A rejeição tão forte a Jin Ah e suas atitudes só mostra que nós apenas temos um discurso bonito e bem político. A dura e infeliz verdade é que, ainda, não estamos prontos para uma sociedade justa e igualitária.

https://0.soompi.io/wp-content/uploads/2018/04/11060752/pretty-noona-gif1.gif

» Onde Encontrar:

DramaFever
Fighting Fansub (Necessário Cadastro)
Kingdom Fansub (Necessário Cadastro)
Netflix
OST (OST do drama detalhada pela Sabrina do Dramas Revise)

Com um começo empolgante, um desenvolvimento arrastado e um final cheio de simbolismos Something in The Rain continua sendo um incógnita para mim. Ainda morro com alguns simbolismos contidos no drama e ainda vivo cheia de teorias (como do guarda-chuva, por exemplo). Acredito que essa história não foi criada para que possamos parar, pensar e entender a importância das entrelinhas. Portanto, recomendo para quem gosta de refletir sobre os pequenos simbolismos da vida e quem deseja ver a força que uma mulher pode ter ao entender quem realmente é.

Enfim, No fundo o drama tenta mostrar uma pessoa que não tinha voz a enfrentar as suas decisões ruins. Sem receitas mágicas ou qualquer coisa nesse sentido. Apenas uma mulher que deseja ser diferente, mesmo que para isso ela precise se machucar ainda mais ou errar no meio do caminho. Afinal, somos todos humanos.

Se você chegou até aqui parabéns você é um guerreiro. ❤ Desculpa gente, mas realmente me empolguei comentando sobre o drama. Entretanto, eu precisava comentar sobre essa história e como ela acabou me tocando de diversas formas ao longo dos episódios. Espero que tenham gostado e prometo não sumir mais. Não esquece de deixar aquele comentário super bacanudo que sempre alegra meu coração dorameiro. ❤

Até a próxima..
Super beijo,
Polly ❤

Resultado de imagem para Pretty Noona Who Buys Me Food gif
Claramente eu quando vejo comentário no blog. #Amoo ❤
Anúncios

46 comentários sobre “Resenha: SOMETHING IN THE RAIN (PRETTY NONNA).

    • Olá Tânia! Bem vinda ao Cantinho de Tudo. ❤
      Particularmente eu gosto bastante da história e simbolismos de Something In The Rain. Fico feliz que tenha gostado da narrativa. Quanto ao Joon Hee eu acho que é quase impossível não se apaixonar por ele. Porque ele é um personagem incrível. Em poucos segundo consegue nos cativar de forma extraordinária. Sou simplesmente apaixonada por ele. *____*
      Obrigada pelo carinho e elogio. Fico feliz em saber que gostou da resenha.
      Espero te ver aqui mais vezes. Sinta-se livre para opinar sempre que quiser e caso tenha alguma sugestão eu irei amar saber.
      Big beijo.
      Polly ❤

      Curtir

  1. Olá gostei muito da sua resenha, tbm fiquei intrigada com os simbolismos, fui tão a fundo no drama que gostaria de saber quanto tempo eles ficaram juntos e depois de quanto tempo eles se reencontraram…
    Ele realmente é fofo, ah aquele sorriso!
    Achei que ele se precipitou, sofri, chorei e já perdi a conta de quantas vz assisti. Amei.

    Curtido por 1 pessoa

    • Olá Estela! Seja bem vinda ao Cantinho! ❤
      Fico feliz em saber que você gostou da resenha. Também gostaria de saber exatamente das datas, mas entendo que esse não era o foco do drama, por isso não sabemos essa informação com precisão.
      Não é amiga? O Jung Hae In, vulgo meu marido, é muito lindo e cheio do sorriso colgate. Coisa mais linda do mundo. Sem falar que recentemente ele fez um ensaio fotográfico que Deus que me defenda.. mas quem me dera. ❤
      Something in The Rain é um drama apaixonante. Espero também rever algum dia.
      Super beijo, Polly ❤

      Curtir

  2. Tchara ra ramm… olha quem apareceu!
    ~ sai de um carro luxuoso e tira os óculos de sol ~
    Finalmente consegui parar e ler essa resenha maravilhosa.
    Verdade amiga, Pretty Noona Who Buys me Food foi um dos dramas mais esperados do ano. Eu também esperava uma história simples, mas me surpreendi com a profundidade da trama.
    Sim, ela sofria com aquela mãe insuportável e com a pressão do trabalho e ainda as “colegas” de trabalho fizeram aquele absurdo com ela (que acontece muito na realidade). É bem como você disse, essas mulheres esqueceram de se apoiar e esqueceram da importância desse apoio.
    Super concordo, você sabe como eu achei o ritmo do drama extremamente lento. Mas finalizei e não tenho arrependimentos.
    Aiai, só observo as duas disputando maridos viu. Com todo o respeito, Jung Hae In estava incrível e maravilhoso nesse drama. Eu fiquei com vontade de nunca mais largar ele. ❤
    A Ye Jin fez um bom trabalho mostrando a natureza contraditória da sua personagem, mostrando que nós passamos por difíceis escolhas durante a vida e que nem sempre optamos pela mais certa.
    Concordo com você também amiga quando disse que talvez o pior obstáculo tenha sido a própria Jin Ah.
    Você falou tanto de guarda-chuvas que eu não consegui parar de observá-los no final. EAIJEIAJEIAJI
    A resenha tá incrível amiga, parabéns! ♥

    Curtido por 1 pessoa

    • Diabaaaaaa *—————–*
      Bem vinda de volta bolinho. ❤
      A mãe dela é um senhor embuste gente. Eu já teria pedido divórcio a muito, muito tempo. Acredito que se o ritmo dos episódios não fosse tãoo lento eu teria gostado mais do drama. Essa lentidão compromete e muito a experiência.
      Ah bolinho fico tão feliz que tenha terminado e por não se arrepender de ter assistido. ❤
      KKKKKKK Jung Hae In é maravilhoso amiga. Um super marido e rei do drama. Super entendo essa sua vontade de não largá-lo. Vivo isso diariamente, principalmente quando ele decide dar aqueles sorriso. Ai ai….
      Concordo com você sobre a Ye Jin. Ela conseguiu passar bem a personalidade e características da personagem. Acredito que o drama em si abordou bem essa característica humana contraditória e a eterna montanha russa que vivemos. Não houve aquela idealização do final feliz e tal. Tudo sempre ficou muito real e concreto.
      Você gostou da teoria? Faz sentido né? Pode dizer que essa teoria foi top. kkkkkkk
      Obrigada pelo carinho de sempre chingu. Saranghae. ❤
      Ps: tentei responder esse comentário umas 20x e em nenhuma delas o wordpress quis deixar. –'

      Curtir

    • Olá Elionai! Bem vinda ao Cantinho! ❤
      Os episódios em si são bem lentos. Esse é um dos fatores que mais me incomodou no drama. A história não consegue manter um ritmo e isso acaba prejudicando um pouco a experiência.
      Fico feliz que esteja gostando do drama. Ele é muito bonito e a mensagem dele é algo que guardarei com todo amor do mundo.
      Quando terminar o drama volta aqui e conta o que achou. Estou ansiosa para saber sua opinião.
      Super beijo, Polly ❤

      Curtir

  3. Essa foi terceira série coreana que assisti e ainda não terminei. Estou tentando entender porque gosto tanto. Mas em especial esse é um romance muito bonito de se ver. Yoon Jin Ah é meiga e sem maldade. Da vontade e ser o Seo Joon Hee o tempo todo.
    Me lembra a sensação de se estar apaixonado que dura tão pouco em nossas vidas. Não tem sensação melhor (quando recíproco). Acho que todo mundo merece um pouco disso. Abrir sorrisos espontâneos que faltam no dia-a-dia. Faz bem pro corpo e pra mente.
    Obrigado pelo texto, achei que eu era o único doido que assiste a seriados asiáticos. E no entanto encontro texto em português super bacana.
    Abraços!

    Curtido por 1 pessoa

    • Olá Douglas! Seja bem vindo ao Cantinho! ❤
      Fico feliz que tenha gostado do drama. Ele é um amorzinho e embora tenha alguns problemas tornou-se um dos meus queridinhos.
      Acho que você é a primeira pessoa que eu conheço que gosta da Yoon Jin Ah. Eu também gosto da personagem, mesmo tendo algumas raivas pelas atitudes que ela teve durante os episódios. Mas acho que isso é que a torna humana e real. Afinal quem nunca errou nessa vida?
      Sim, sim. Também concordo com você. Acredito que a história retrata bem as maravilhas e complicações do amor. Quanto aos sorrisos eu também concordo. Sorrir, ser feliz faz bem para alma e mente.
      Claro que não é louco. Posso te apresentar várias pessoas que compartilham dessa loucura chamada dramas asiáticos. Mas entendo perfeitamente.. também pensei que era a única e desde que comecei o blog tenho conhecido várias outras pessoas bem legais, que compartilham o mesmo vício. Caso queira algumas dicas é só avisar. 😉
      Beijos, Polly ❤

      Curtir

  4. Achei o blog procurando um pouco mais sobre a série e adorei a resenha. De fato, é impossível não se apaixonar pelo protagonista nos primeiros segundos. Ele é tão fofo que dá vontade de morder, principalmente quando sorri enquanto olha para a protagonista. A evolução dos personagem durante a trama foi bem bacana. A única coisa que me incomodou foi o fato de sentir que, por vezes, ele se anulava para estar sempre disponível pra ela. Na ficção é um sonho, mas, na realidade, não sei até que ponto essa atitude poderia ser considerada saudável. Foi minha segunda série coreana e, simplesmente, não sosseguei até terminar de assistir a todos os episódios, apesar do ritmo arrastado. Parabéns pelo texto.

    Ps.: Tô chocada com a quantidade de comida e bebida que tem nessas séries. Não é possivel!!! Acho que 60% do orçamento deve ser pra isso. 😂

    Curtido por 1 pessoa

    • Olá Sabrina! Seja bem vinda ao Cantinho! ❤
      Fico feliz em lhe ver por aqui e agradeço ao google por você ter achado o blog. kkk O Jung Hae In é um amorzinho Sabrina. Em todos os dramas que assisti com ele me apaixonei pelo personagem. Gosto da leveza e fofura que ele sempre coloca na sua atuação. Seus personagens são sempre super cativantes. Ai gente.. aquele sorriso dele me mata. Amo demais. Toda vez que o vejo sorrindo meu coração acelera. Um verdadeiro bolinho. ❤
      Também gostei bastante da evolução da personagem, mesmo me irritando com ela algumas vezes. Acho que tudo foi bem encaixado e acabou que ficou bem feito, humano e real.
      Não tinha parado para pensar nesse quesito. Porém agora que você mencionou eu realmente concordo. Por vezes o protagonista teve que recuar/ceder pelo bem da Ji Ah, mesmo entendendo o contexto é bem complicado mesmo. Obrigada pela dica. ❤
      Realmente o ritmo arrastado é algo que atrapalha e muito o drama.
      Obrigada pelo carinho e palavras gentis Sabrina. Espero te ver mais vezes por aqui sua linda. ❤

      Ps: Nem me fale. Algumas vezes fico pensando que preciso escrever o povo coreano nos alcolicos anonimos, porque nunca vi um povo para beber tanto. Tudo é motivo para se jogar na bebida e algumas vezes isso me incomoda bastante. Porém nem tudo é perfeito né?

      Super beijo, Polly ❤

      Curtir

  5. Polly amei sua resenha tudo tão detalhadinho, parabéns guria, mas eu amei mais ainda os personagens kkkkĺ, queria muito que tivesse 2°temporada pra gente saber o que realmente aconteceu se a Jin-a realmente voltou com o fofíssimo 💙 do Jung.

    Curtido por 1 pessoa

    • Olá Fran! Tudo bem? Bem vinda ao cantinho! ❤
      Fico feliz em saber que gostou da resenha. Na verdade acho que me empolguei um pouco quando fui escrevê-la, mas não tinha como me conter. kkkk
      Concordo com você os personagens são muito fortes e marcantes. É quase impossível não se envolver com eles.
      Quanto a segunda temporada.. sinceramente eu não gostaria. Acho que o drama ficou bacana da forma que terminou e conseguiu cumprir com a proposta inicial.
      Espero te ver mais vezes por aqui. Super beijo, Polly ❤

      Curtir

  6. Eu me “apeguei” demais nesse Joon Hee….E concordo com Vc Douglas Silverio M
    aria …”Me lembra a sensação de se estar apaixonado que dura tão pouco em nossas vidas. Não tem sensação melhor (quando recíproco). Acho que todo mundo merece um pouco disso. Abrir sorrisos espontâneos que faltam no dia-a-dia. Faz bem pro corpo e pra mente.”

    Curtido por 1 pessoa

    • Olá Naira! Tudo bem?
      Eu me apeguei ao sorrido do Joon Hee.. O ator é maravilhoso e samba muito no quesito atuação. Aos poucos ele foi conseguindo me conquistar com seus personagens cativantes e personalidades únicas. Para matar um pouco a saudade aconselho você assistir Prision Playbook e While You Were Sleeping (particularmente gosto mais desse).
      Super beijo, Polly ❤

      Curtir

    • Boa noite Katia! Seja bem vinda ao Cantinho! ❤
      Fico feliz que tenha gostado do drama. Eu o amo, mesmo sabendo que ele possui vários problemas. Não tinha pensando por esse lado. A minha teoria era que o guarda chuva representa a fase dos relacionamento entre os protagonistas (verde-siga/vermelho-pare,proibidos/amarelo-atenção, parar e esperar). Porém eu amei a sua teoria. Ela também faz muito sentido.
      Obrigada pelo carinho sua linda. Super beijo, Polly ❤

      Curtido por 1 pessoa

  7. Yah! Assim que esse drama foi adicionado ao catalogo do Netflix, eu comecei assistir. Achei super fofo a premissa em relação a diferença de idade, os atores são lindos demais, mas o desenrolar foi tão lento, que eu parei no primeiro episódio. E tb fiquei com medo dos protagonistas não terem um “happy ending” que todo k-drama tem (mas que por algum motivo, pensei que esse poderia não ter! #sorry)

    Contudo, após essa resenha e enxurrada de imagens fofas (e que quero para mim), eu assistirei!

    Curtido por 1 pessoa

    • Olá Maria! Bem Vinda ao Cantinho! ❤
      Primeiramente desculpe pela demora em responder. Estou super enrolada com algumas atividades e acabei atrasando tudo. Perdão.
      Eu entendo bem esse sentimento e não julgo. Eu estava super ansiosa pelo drama por causa das promoções e a forte química entre os protagonistas, mas confesso que desanimei bastante por causa da narrativa lenta. Passei um bom tempo empurrando o drama com a barriga, mas no fim ele é uma boa história sobre o papel da mulher na sociedade coreana, além de ser uma grande crítica a forma como a mulher é tratada não só na sociedade coreana, mas como um todo e vale muito a pena conferir.
      Não precisa pedir desculpas kkkk! Eu super entendo. ❤
      Olha para alguns o final foi aberto, mas para mim ficou bem fechado e fiel a ideia que ele tinha desde o começo, que era mostrar que no fim apenas você pode decidir o que é ou não bom para sua vida. Também acho que o final é bem "happy ending" porque acontecem várias coisas que colaboram para que isto ocorra.
      Espero que tenha terminado de assistir e gostado. Esperarei ansiosamente pelo seu feedback.
      Super beijo, Polly ❤

      Curtir

    • Oi Andressa! Bem vinda ao Cantinho. ❤
      Quanto a sua pergunta até o momento não li nada a respeito. Sem falar que a audiência do drama não foi alta o que dificulta o interesse da emissora em criar uma nova temporada. Portanto eu acredito que não vai ter. :/
      Beijos, Polly ❤

      Curtir

  8. Amei esse dorama, apesar de todo estresse que a Jin-a me fez passar. Eu achava inacreditável, uma mulher de 30 anos se submeter aquelas coisas que a mãe dela fazia, sendo que ela tinha um trabalho para se sustentar. Mesmo entendendo que é cultura coreana esse negócio de status, mas eu não conseguia aceitar. Sobre o OPPA, que ator mais apaixonante, foi a primeira atuação dele, e já pesquisei sobre outros trabalhos para assistir.
    Concordo com você em relação aos episódios lentos e massantes, do meio para o fim. Foi o que tornou a drama cansativa para assistir.
    Tbm tenho uma relação de amor e ódio.

    Curtido por 1 pessoa

    • Olá Denilia! Bem vinda ao Cantinho. ❤
      Primeiramente peço desculpas pela demora em responder. Fim de ano foi super puxado e não consegui parar e dedicar-me ao blog, desculpe mesmo.
      A cultura asiática é bem diferente da nossa. Desta forma é comum mulheres viverem com os pais até se casarem, mesmo que estas sejam mais velhas. Entenda que a princípio a Jin Ah não conseguia entender corretamente os danos que sua mãe a causava, porque como falei antes é normal na sociedade coreana as mulheres abaixar a cabeça para os pais e aceitarem um namoro, noivado, casamento arranjado. Então para eles isso é "normal". Vejo o drama como uma grande crítica a essa cultura que sempre faz a mulher abaixar a cabeça e aceitar a tudo calada.
      Quanto ao Joon Hee ele é muito fofo mesmo. É quase impossível não se apaixonar por ele em questão de segundos. Na verdade o ator já participou de outros dramas como: Prision Playbok e While You Were Sleeping (este último até foi citado no drama em uma fala do personagem quando ele encontra Jin Ah pela primeira vez em anos). O Jung Hae In é um super ator e recomendo muito esses dois dramas. Ele está fantástico.
      Sim sim. O drama foi inspirado no modo japonês de contar histórias. Caso alguma vez você assista um drama japonês vai perceber que os episódios possuem a mesma linha mais lenta e tal. Fico feliz em ver seu comentário e saber a sua opinião. Obrigada pelo carinho e espero lhe ver mais vezes aqui. Beijos, Polly ❤

      Curtir

  9. Ja perdi a conta do número de doramas que eu ja assisti, mas esse foi especial por ter sido o pior de todos.
    Se formos analisar de um ponto de vista crítico, é evidente que na relação dos protagonistas, Joon-hee era de fato, loucamente apaixonado pela Jin-ah e estava disposto a fazer de tudo pela felicidade dela. Porem, em contrapartida, esse não era um sentimento que Jin-ah tinha mutuamente.
    A Jin-ah ter recusado o pedido do Joon-hee de ir para os Estados Unidos e ainda por cima ter cedido às vontades de sua mãe de namorar algum retardado rico mostra que ela só namorou com o Joon-hee por comodismo. Sua idade somado à pressão dos pais para casar, fez com que ela encontrasse em Joon-hee um conforto, alguém para protegê-la, mas apenas isso. Ela não amou e nunca amará ele, visto que para ela, ele é apenas algo cômodo para ela se apoiar nas horas difíceis.
    Pobre Joon-hee.

    Curtido por 1 pessoa

    • Olá L! Bem vinda ao Cantinho.
      Primeiramente peço desculpas pela demora em responder. Fim de ano foi super puxado e não consegui parar e dedicar-me ao blog, desculpe mesmo.
      Fico um pouco triste em saber que você teve uma experiência tão negativa a respeito do drama. Concordo com você que ele possui elementos negativos e o ritmo deles, provavelmente, é um dos elementos que mais incomoda. Entretanto, ele foi baseado um pouco nos drama japoneses e quem esta acostumado a dramas coreanos estranha bastante a narrativa mais arrastada. Quanto a crítica do Joon-Hee ser mais apaixonado que a Jin-Ah você já parou para perceber que na maioria dos dramas sempre quem é a mais apaixonada é a protagonista? Ela sempre é a que mais se doa para que o relacionamento dê certo, sem falar que temos as clássicas cenas de arrastar a mocinha pelo braço e etc. Desta forma vi o drama como uma história que critica não só a posição da mulher na sociedade coreana como a forma como ela é “vista” nos dramas.
      Quanto a Jin-Ah devemos entender que a princípio ela é alguém imatura, que depois de se apaixonar acaba ganhando forças para lutar pelo que deseja. Entretanto, esconder-se para sempre atrás do Joon Hee não iria fazer os problemas dela diminuírem. Muito pelo contrário. Ela continuaria fugindo como sempre fez. Fugir para os EUA seria o mesmo de abrir mão do processo que transcorria na justiça e aceitar calada os abusos que ela sofreu. Entende que seria um passo para trás?
      Querendo ou não para nós que temos uma cultura diferente é normal vermos a personagem com maus olhos. Entretanto, é comum para mulheres asiáticas viverem de acordo com a vontade dos pais. Logo, o drama foi pensado para denunciar essa cultura opressiva que existe em torno das mulheres asiáticas e mostrar como isso as afeta psicologicamente. Infelizmente, discordo com você no quesito dela não gostar dele. Acredito que cada um ama a sua maneira e ela não poderia amá-lo totalmente até entender que precisava se amar primeiro, resolver seus problemas e por ai vai. Caso contrário sempre iria projetar nele suas expectativas e frustrações.
      Espero ter conseguido lhe mostrar a história por um novo ângulo. Beijos, Polly ❤

      Curtido por 1 pessoa

  10. Estou começando no mundo dorameiro,e estou amando. Lógico que vejo cada simbolismo da trama como uma alternativa deliciosa de enxergar e enxugar a ficção para ver se eu consigo ter um ponto de vista meu para os costumes asiáticos.Grande bj adoro suas resenhas.

    Curtido por 1 pessoa

    • Olá Eliana! Seja mais que bem vinda ao cantinho e ao mundo dos dramas. ❤
      Fico feliz em saber que está gostando. Os dramas são incríveis e um ótimo passatempo.
      Também fico feliz em saber que conseguiu entender os simbolismos contidos nessa narrativa tão importante. Sem falar que os dramas nos ajudam e muito a entender um pouco melhor sobre a história desse universo tão distinto do nosso. Já que falou de costumes indico dois dramas que irão de ajudar e muito a entender a Coreia que temos hoje. Eles são: Mr. Sunshine e Chicago Typewriter. Tente assistir nessa ordem, pois um acaba completando o outro.
      Grande beijo bolinho e fico feliz em saber que gosta das minhas resenhas.
      Você é uma fofa. ❤
      ~Polly

      Curtido por 1 pessoa

  11. Eu amei esse Dorama, sobre o guarda chuva e as chuvas da novela, podemos reparar que sempre que chove o relacionamento deles se fortalecer ou enfraquece. Já o guarda chuva vermelho representa o início do relacionamento deles e o verde o complemento. Pra fazer a protagonista sempre lembrar dele quando olhar pro guarda chuva.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s